“Já lidei com isso em menor escala” Allie X comenta sobre caso de Taylor Swift X Scooter Braun

Publicado em 01/07/19 por Wizard of X

Pelo Twitter, Allie X comentou sobre o recente caso envolvendo Taylor Swift e Scooter Braun

Acho que muitos de nós na indústria da música sentem sua frustração. Não que eu saiba os detalhes, mas isso é grosseiro, mesmo que seja ‘legal’. Já lidei com isso em menor escala. Me sinto mal pela Taylor.
Não é incomum alguém (geralmente em gravadora) ter um pedaço de seus trabalhos, mas estar no nível em que ela está (tão poderosa quanto uma mulher pode ser nesta indústria) e não ter a chance de comprar seus próprios trabalho de volta, soa absurdo e errado para mim.”
Allie X

Entenda:

Enquanto Nova York celebrava a World Pride, encerrando o mês do Orgulho LGBTQ+, Taylor Swift publicava uma carta aberta contra Scooter Braun, empresário de nomes como Justin Bieber e Ariana Grande, e contra Scott Borchetta, o presidente da Big Machine Records, sua antiga gravadora.

Na carta, Taylor Swift expôs sua insatisfação com a compra da Big Machine Records, e consequentemente de seu catálogo antigo de álbuns, pelo empresário Scooter Braun, que ela afirma ter uma antiga desavença com ela.

>> Leia a carta aberta de Taylor Swift na íntegra.

Além disso, Taylor, antes de sair da Big Machine Records, tentou ser dona de seu catálogo antigo, mas a gravadora propôs liberar um de seus álbuns antigos a cada novo álbum lançado por ela pela gravadora.

Tudo isso, claro, mexeu com a indústria fonográfica e o mundo Pop, já descontente com as formas com que esses assuntos de propriedade intelectual são lidados ainda de maneira muito tradicional em um mundo acada vez mais digital.